22 janeiro, 2011

24h/dia...7 dias/semana...28/29/30/31 dias por mês...365/366 dias por ano...

Revivo as noites que podemos ter
O momento que entramos em casa depois de trabalharmos
O beijo, as carícias, os fluidos trocados nos intervalos da nossa função
Os momentos antes de cruzarmos a porta de nossa casa, intenso, agarras-me num movimento seco e rápido
Colas-te a mim, beijas-me a boca com todos os teus lábios, engoles-me
Eu, mordo-te carinhosa e lascivamente o lábio inferior

Os teus olhos cansados, os seus contornos, as rugas
A textura da tua pele
Apesar dos anos que contam uma estória de vida, reflectidos nos teus traços
Comparados com a minha inexperiência, tornam-te excitante

Despida contigo no nosso quarto
O suor dos nossos corpos
Penetras-me a alma, na sofreguidão de movimentos que perpetuas em mim

Enlouqueces-me, ardo no vulcão que abraço
Enlaço-te pela cintura, as pernas envoltas em ti
Engulo-te, gulosa e sedenta de ti
Beija-me o peito, morde-me, chupa-me, esfrega-te em mim

Mais força, intenso, não pares...
Agarra-me pelo cabelo, conduz a minha boca ao teu peito, a minha língua aos teus mamilos
Deixa-me em cima de ti, quero tirar-te o último fôlego, quero ver-te suar
Quero...tirar-te as forças, o ar, acabar com o batimento do teu coração, ver-te molhado e satisfeito...

Faz-me tua, só tua...

2 comentários: